ImpressasNotícias

Alunos do G.bio dão exemplo de cidadania

Em meio ao isolamento social devido à pandemia de COVID-19, alunos e ex-alunos do Centro Universitário Moura Lacerda vão doar sangue.

Por Alexandre de Sene Pinto, Occasio, 6 de maio de 2020.

Engenheiro Agrônomo e ex-aluno Rodolfo Pontes Carneiro

 

No final de abril de 2020, em meio a pandemia do covid-19, os alunos e ex-alunos do Centro Universitário Moura Lacerda e do Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico (G.bio) praticaram cidadania. Foram até o hospital da Unimed de Ribeirão Preto para doar sangue.

Desde que a pandemia isolou a população em suas casas, os bancos de sangue de todo o país diminuíram de forma preocupante seus estoques de sangue.

Aluno Fernando de Carvalho

 

“Na semana passada me veio ao coração o desejo de fazer a doação de sangue, foi quando no final da semana visualizei esse pedido do nosso grupo pelo celular e entendi que aquele desejo não era mera coincidência, mas um chamado divino para ajudar a salvar uma vida”, comentou Fernando de Carvalho, atual aluno da Instituição.

Aluna Fernanda Rodrigues da Silva

Esses jovens, num ímpeto de amor ao próximo, saíram de suas zonas de conforto e de proteção para esse gesto nobre. A jovem Fernanda Rodrigues da Silva, cursando o curso de Agronomia, disse: “Um ato voluntário tão nobre, solidário e de amor ao próximo capaz de salvar vidas. Mais do que palavras, as ações começam dentro de nós. É preciso criar o hábito de doar”.

Esse grupo já tem o hábito de se preocupar com o próximo. Há anos desenvolvem pesquisas científicas e produtos para o agricultor brasileiro e de países vizinhos, com profundo respeito ao meio ambiente e criando oportunidades de progresso para muitos ao redor deles. As pesquisas desses jovens ajudaram a diminuir custo de produção de diversos produtos agrícolas, melhoraram as condições de vida de trabalhadores rurais, fizeram o Brasil aparecer no cenário de manejo de pragas internacional e vem melhorando o ambiente onde todos nós vivemos.

Engenheira Agrônoma e ex-aluna Isabelle Maria Nóbrega Padilha

Aluno bolsista do CNPq Arthur Pontes Carneiro

“Transformei em ato uma vontade que sempre tive, o de ajudar o próximo. A situação em que vivemos de uma pandemia me deu coragem para enfrentar um medo que eu tinha”, disse Isabelle Maria Nóbrega Padilha, engenheira agrônoma ex-aluna do curso.

 

São atitudes como essa e de tantos outros que nos faz vislumbrar um mundo lindo no futuro! Parabéns a todos esses alunos e ex-alunos!

Postagem anterior

Curso de criação de insetos comestíveis | ONLINE

Próximo post

Dicas de higienização e desinfecção de alimentos

Occasio

Occasio

Sem Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *